Qual a melhor opção? Mão de obra própria ou terceirizada?

Própria ou Terceirizada

Porteiros, auxiliar de limpeza, vigilantes, recepcionistas, bombeiro civil, profissional de manutenção predial, jardineiro, zelador, auxiliar administrativo, mensageiros… Para o bom funcionamento de um condomínio, seja ele corporativo ou residencial, é essencial mão de obra de qualidade, afinal, além da satisfação dos usuários, a manutenção adequada contribui inclusive para boa imagem da empresa e valorização comercial do empreendimento.

Mas qual a melhor solução para a contratação de mão de obra? Terceirização ou funcionários próprios?

Mão de obra própria

Quando você pensa em contratação de funcionário quais custos inclui?  É importante lembrar que há muito mais coisas extras ao salário…

Primeiro, é preciso identificar e definir o perfil adequado para o preenchimento da vaga desejada, depois encontrar a forma de captação dos candidatos, avaliar currículos, selecionar e entrevistar.  Ufa… Quanto tempo foi dedicado para essa primeira etapa?

Encontrou o profissional adequado? Agora é preciso contratar, assinar carteira e toda a parte burocrática, também é necessário pesquisar, comprar e personalizar o uniforme, treinar o profissional e comprar todos os insumos necessários para a execução do serviço.

O que fazer quando o funcionário falta? E quando há afastamento por saúde ou férias?

Ainda tem a supervisão do profissional, a administração da contratação como pagamento de encargos e benefícios, controle de horas trabalhadas, entre outros.

E quando chega a hora de demitir? Além de toda a parte burocrática relativa, é preciso estar prevenido quanto às possíveis ações trabalhistas que requerem a contratação de advogado e, geralmente, um custo elevado com a perda da causa.

Vamos falar sobre os serviços terceirizados?

Confira agora as respostas do diretor de operações do Grupo Pro Security, Manoel W. Fonseca, quando questionado sobre os serviços terceirizados e seus benefícios:

1 – Quais as vantagens em substituir a mão de obra própria por profissionais terceirizados?

Manoel: São inúmeras vantagens, entre elas destacamos:

– Profissionais mais qualificados – dispomos de um centro de treinamento próprio. Todos os funcionários antes de serem destinados para um posto de trabalho passam por cursos relacionados à função, são reciclados periodicamente, e são estimulados, com recompensas, a realizarem outros cursos que contribuem para uma visão mais ampla da sua atividade, preparando-os, inclusive para um crescimento profissional;

– Melhoria na qualidade dos serviços, já que o funcionário tem acesso a treinamentos e planejamento de atividades de acordo com as melhores práticas do mercado;

– A contratante não precisa manter estrutura administrativa, de RH e operacional para gerenciar os recursos humanos e supervisionar a execução das atividades;

– Flexibilidade para reposição de funcionários, inclusive em situações de emergência;

– Supervisão constante;

– Deixa de ter passivo trabalhista direto (rescisões, cobertura de falta, férias, licença, etc).

2 – É sabido que o custo total dos serviços terceirizados são mais altos do que os custos com mão de obra própria. Por que contratar mão de obra terceirizada?

Manoel: O empregador tem o hábito de só analisar a diferença entre a folha de pagamento do funcionário terceirizado e do funcionário próprio, quando na verdade deveria analisar o custo total de manter toda estrutura necessária para atendimento dos serviços decorrentes, tais como RH, supervisão, pessoal extra para cobertura de ausências legais, treinamentos, apoio jurídico, o tempo investido na administração de todo processo, etc.

Olhando por esse prisma a diferença é, praticamente, nula quando relacionados os custos x benefícios dos serviços terceirizados prestado por empresa idônea que disponibiliza toda a estrutura administrativa, operacional e, inclusive, apoio jurídico quanto às demandas trabalhistas.

3 – Há alguma informação adicional desse mercado que deseja destacar?

Manoel: Mesmo nesse período de crise, o mercado de terceirização é um dos que mais cresce no país, com investimentos significativos em novas tecnologias e capacitação dos profissionais do setor, atraindo, inclusive, atenção de capital estrangeiro para o setor, graça a solidez do negócio.

Agora, com a mudança na Lei da Terceirização e a Reforma Trabalhista, é importante, saber como qual é a melhor opção entre mão de obra própria ou terceirizada do ponto de vista jurídico. Concorda? Para isso, clique aqui e assista um webinar com a Me. e Dr. Cristina Olmos, explicando quais os principais impactos que serão gerados pelas alterações e quais os cuidados devem ser adotados para evitar problemas.

Não há comentários, Seja o primeiro!

Seu endereço de e-mail não será publicado.