Cercas elétricas: saiba o que diz a nova legislação

cercas elétricas

Quem mora no Brasil, sem dúvidas sabe que a violência só tem aumentado. Para se ter uma ideia, de acordo com uma pesquisa do site G1, em parceria com o Núcleo de Estudos da Violência da USP, em nosso país há aproximadamente uma morte violenta a cada oito minutos. Alarmante, não é verdade? Portanto, para quem quer mais segurança em sua residência ou empresa, uma ótima alternativa podem ser as cercas elétricas. 

Acha que pode ser uma opção interessante, porém tem dúvidas sobre o seu funcionamento, o que diz a nova lei e o que analisar antes de contratar? Então acompanhe o nosso post e saiba mais! 

Como funcionam as cercas elétricas 

Elas são sistemas de segurança, denominadas Protetoras de Perímetro, muito utilizadas em casas, condomínios e organizações. Algumas vantagens são a longa duração, baixo investimento e pouco risco para aqueles que encostam na cerca. Isso porque a descarga elétrica paralisa, mas não apresenta perigo de morte. 

A central de choque, ou eletrificadora, transmite um pulso com tensão elétrica elevada, de 8.000 a 12.000 volts. Essa corrente percorre todo o circuito do sistema por meio de um fio de aço inox que retorna para a central de choque. 

Como dissemos, apesar de o choque não ser letal, ele funciona como um inibidor, já que provoca uma paralisação dos membros e, com isso, também uma tensão psicológica no indivíduo. Dessa forma, dificilmente um bandido vai tentar invadir o local novamente. 

Todos os sistemas de cerca elétrica são compostos por uma central de choque, sirene, baterias de emergência, hastes para sustentação dos fios, fios de aço inoxidável, cabos de alta tensão, repuxos, os quais mantêm os fios esticados e avisam do perigo.  

Tipos de cerca elétrica 

O mercado oferece duas opções de cercas elétricas. Confira como funciona cada uma delas: 

Convencional 

Essa é composta por hastes verticais conectadas entre si por meio de isoladores e fios de aço inox. É o modelo mais utilizado no mercado. 

Concertina 

A cerca elétrica desse modelo funciona como um arame farpado de alta tensão em forma de espiral. Suas lâminas são feitas de aço perfurante e cortante.  

São três padrões disponíveis: simples, o qual assume o formato de espiral, dupla clicada, com espirais entrelaçadas, e flat, paralela ao muro. 

Exigências da nova legislação 

No dia 30 de agosto desse ano, entrou em vigor a Lei nº13.477, a qual trata sobre a instalação de cerca eletrificada em zonas urbanas e rurais. Essa tem exigências como condições do equipamento, altura, local e normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT . 

Hoje, para instalar uma cerca elétrica, é necessário que o instalador verifique se a altura do primeiro fio está de acordo com a finalidade do sistema. Além disso, deve ser respeitada uma altura mínima de 2,20m de distância do piso. 

Já o equipamento instalado para energizar a cerca deve ter um choque pulsativo em corrente contínua com amperagem que não seja mortal, de acordo com as normas da ABNT.  

As cercas também devem ter placas fixadas em lugares visíveis para avisar que haja perigo de choque. Os símbolos desses avisos devem ser compreensíveis a todos.  

Se alguma dessas normas for descumprida, a lei prevê multa de R$5 mil para quem contratou o serviço, seja o proprietário de um imóvel ou síndico, e R$10 mil por quem fez a instalação. 

O que saber antes de contratar 

Se você está interessado em instalar uma cerca elétrica, motivo pelo qual provavelmente está lendo esse artigo, deve analisar alguns pontos antes de contratar uma empresa. 

Primeiramente, é indicado observar se essa é legalmente constituída, com capacitação técnica e atendimento pós-venda comprovado.  

Depois de escolher o instalador, deve-se observar se aquela cerca elétrica cumpre os requisitos da ABNT para evitar multas por infração. Depois, é importante checar se os equipamentos utilizados no sistema são de qualidade e instalados de acordo com a recomendação dos fabricantes.  

Dessa forma, você poderá ter certeza que está contratando um bom serviço, o qual oferecerá segurança e estará cumprindo a lei.  

É recomendado que sejam contratadas empresas especializadas na prestação de segurança para a execução do serviço, garantindo assim o aumento no nível de segurança da área desejada. 

Esperamos que o nosso artigo sobre cercas elétricas tenha melhorado a sua compreensão sobre o assunto. Ficou interessado em contratar o sistema? Então entre em contato com a gente! 

Não há comentários, Seja o primeiro!

Seu endereço de e-mail não será publicado.