Seu condomínio é seguro?

condomínio seguro

Um dos principais benefícios desejados por quem mora em condomínio fechado de casas ou apartamentos é a segurança, porém o que a maioria das pessoas não sabe é que alguém mal intencionado pode avaliar rapidamente e a distância o quanto um condomínio é seguro ou não.

Apesar de todas as novidades tecnológicas apresentadas pela indústria de segurança, o elemento mais importante para um sistema de vigilância eficiente é o fator humano. Profissionais bem treinados e reciclados são os únicos capazes de operar bem os equipamentos e, sobretudo, analisar as atitudes das pessoas identificando comportamentos inadequados e suspeitos, sendo essenciais na vigilância preventiva.

Por isso, a contratação do serviço de segurança e controle de acesso deve ser pautada pela qualidade do serviço e não apenas pelo custo. É essencial que a empresa a ser contratada ofereça além de infraestrutura, conhecimento, experiência,  idoneidade, programas constantes de treinamento e reciclagem para os seus profissionais e seja credenciada à Policia Federal.

Outro ponto essencial para um condomínio considerado seguro é o sistema de circuito fechado de TV que além do monitoramento, permite gravar e reproduzir as imagens captadas pelas câmeras.  Porém, para que a segurança seja efetiva é importante que o sistema tenha gravação redundante e remota, assegurando que a cópia esteja em local inviolável.

Um dos pontos mais críticos de segurança em condomínio está na portaria, por isso, o sistema de controle de acesso por biometria e controle de veiculo linear também são indispensáveis para efetivação de um condomínio seguro.  Nesse quesito, o apoio dos moradores no cumprimento das normas internas de segurança é importante para não fragilizar o modelo de segurança adotado.

Um condomínio seguro também tem monitoramento remoto das suas câmeras principais. Nos casos de roubo, porteiros e vigilantes são os primeiros rendidos por bandidos, em um condomínio com monitoramento remoto essa atitude não inviabilizaria as tomadas de decisões necessárias para frustrar a ação criminal.

 

Não há comentários, Seja o primeiro!

Seu endereço de e-mail não será publicado.