Limpeza hospitalar: muito mais que limpeza

limpeza hospitalar

Todos sabemos que hospitais, pela função que desempenham, são ambientes que apresentam um grande risco de contaminação. Um dos fatores mais importantes para o controle do problema é uma limpeza hospitalar eficiente, que visa controlar a proliferação de microrganismos responsáveis por diversas doenças.

Portanto, é necessário que essa limpeza seja feita de forma profissional e criteriosa, seguindo todos os protocolos. Quer saber mais sobre o assunto? Então não deixe de acompanhar nosso post.

Cuidados necessários na limpeza hospitalar

Apesar de um hospital possuir áreas com mais e menos riscos de infecção, o indicado é que todos os setores sejam higienizados de forma similar, com os mesmos cuidados. Isso porque, como colaboradores transitam por todos os ambientes,nenhum deles fica livre de infecção.

Outro fator que precisa de cuidado é a correta destinação de todos os resíduos. Nesse setor é comum que haja matérias orgânicas, as quais são agentes facilitadores para a proliferação de insetos, roedores e vetores. Por isso, é necessário que o lixo seja eliminado corretamente, para que vidas não sejam colocadas em risco.

Procedimentos da limpeza hospitalar

Para que a higienização de hospitais seja feita de forma correta e realmente eficiente, são necessários alguns procedimentos antimicrobianos divididos em três grupos. Veja quais são eles:

Limpeza

O primeiro passo visa remover sujeiras e resíduos para que os ambientes permaneçam asseados. Os métodos são diferenciados dependendo de cada superfície, quantidade e tipo de matéria orgânica e finalidade de cada ambiente.

Vale ressaltar que a tecnologia é uma grande aliada na prestação de serviços hospitalares. Equipamentos modernos a vapor garantem, eficiência, agilidade, praticidade, limpeza, desinfecção e esterilização completa para o ambiente hospitalar.

Desinfecção

Esse procedimento visa destruir agentes infecciosos que se encontram em estado vegetativo e oferecem perigo de causar enfermidades.

Nesse caso, são usados formaldeído, um desinfetante de alta concentração, hipoclorito de sódio, desinfetante universal que combate microrganismos, e compostos fenólico e de iodo, similar ao hipoclorito e usado para desinfecção de superfícies de trabalho, respectivamente.

Esterilização

A esterilização é realizada para destruir e eliminar totalmente os microrganismos por meio de agentes químicos ou físicos. Um dos processos mais eficientes é o vapor saturado sob  pressão.

EPIs para hospitais

Além do procedimento de limpeza, o uso de Equipamentos de Proteção Individual – EPIs também é muito importante para se evitar infecções.

No geral, os EPIs obrigatórios nos hospitais são luvas, máscaras cirúrgicas, óculos de proteção e avental, os quais em sua maioria devem ser descartados após o uso. E, para aqueles que não o são, é necessário estar atentos a uma higienização adequada.

Importância da limpeza hospitalar

Como dissemos, a limpeza hospitalar é de fundamental importância para a manutenção de um ambiente propício à disseminação de infecções.

Por meio dela, é possível controlar diversos fatores que facilitam a contaminação, como o contato das mãos de profissionais com superfícies, falhas na utilização de técnicas básicas de higiene pelos colaboradores, superfícies úmidas ou molhadas, superfícies empoeiradas e falha na limpeza de matéria orgânica.

Fatores importantes

Objetivar os melhores padrões de qualidade é o primeiro passo para se ter uma limpeza hospitalar eficiente. Para isso, é indicado que as instituições sigam as recomendações dos manuais de acreditação hospitalar, que possuem padrões testados e definidos.

Alguns deles estabelecem que o hospital precisa ter estrutura física conservada e materiais adequados de limpeza, exigem manuais, normas e rotinas para as higienizações e haver profissionais capacitados para a função.

Além disso, os profissionais devem receber  treinamentos que salientem a importância da higiene, como a das mãos e a correta separação de resíduos. A utilização de cartazes e avisos também estão entre as medida.

É indicado que os hospitais tenham um Procedimento Operacional Padrão – POP, um documento que traz a descrição completa dos passos para a realização de determinadas atividades.

Nele devem conter informações sobre o profissional responsável por cada tarefa, materiais necessários e detalhes sobre cada procedimento.

Esse post foi útil para você? Então comente com a sua opinião e, caso tenha dúvidas ou precise de mais informações, escreva para nós. Estamos aqui para ajudar!

 

 

Não há comentários, Seja o primeiro!

Seu endereço de e-mail não será publicado.